Há várias razões para querer vender um negócio. Uma das mais comuns é o cansaço que o dia-a-dia pode representar, em particular naqueles casos em que o negócio acaba por ser um emprego do qual não é possível fugir. Mesmo assim, após anos de sangue, suor e lágrimas, não é uma decisão fácil de tomar e de por em prática. Há muitas coisas que precisa ter em conta, mas as áreas descritas abaixo são da maior importância quando se trata de encontrar um comprador, vender o negócio e ter a melhor oferta possível.

  1. Pense em quem gostaria de comprar sua empresa:

    Alguns dos seus funcionários têm a capacidade de gestão, a ambição e o capital necessário para pagar pelo negócio? Se estas pessoas ainda não estão a trabalhar consigo, tem tempo para as recrutar e ensinar-lhes o negócio para que possam assumir o controlo? E quanto aos seus fornecedores, clientes ou concorrentes? Podem estar interessados numa oportunidade de expansão do seu negócio ou de entrar na sua área... Também pode simplesmente anunciar nos classificados ou abordar o seu banco para o ajudar a encontrar um interessado.

  2. Estruturar o negócio como se o fosse franchisar.

    Se um comprador tiver o receio, muitas vezes fundamentado, de que a empresa depende totalmente do dono, ele vai querer comprar? Com que desconto? Um negócio com sistemas bem definidos e bem estruturado por outro lado já é atraente para investidores que valorizam ter um negócio que funciona sem problemas e, o que é mais importante, pode ser gerido sem a sua participação pessoal permanente. Uma empresa que pode ser gerida sob gestão é muito mais valorizada na altura de vender, e esta é a característica principal de um negócio que pode ser “franchisado”

  3. Fixe as pessoas mais importantes:

    Se a sua equipa não tiver possibilidades de comprar a empresa, é essencial garantir que as pessoas chave permanecem na empresa. Uma das melhores maneiras de o conseguir é mantê-los totalmente informados e conversar com eles frequentemente. Mantenha-os atualizados com os desenvolvimentos no processo de vendas e certifique-se de que eles entendam onde eles se encaixarão depois de uma venda bem-sucedida. Considere a introdução de prémios dependendo de uma venda bem-sucedida.

  4. Despeça-se do seu negócio:

    Muitas empresas dependem completamente do dono. Os clientes e fornecedores estão habituados a lidar consigo. A equipa confia em si. Estas relações de confiança têm que ser passadas para outras pessoas: ou para outros elementos da equipa ou para o novo proprietário, e é necessário começar a planear com antecedência pois esta transferência não acontece de um dia para o outro. Comece a planear o dia em que pode ser despedido!

  5. A base de dados dos seus Clientes – o maior ativo do seu negócio:

    Uma empresa é mais do que um conjunto de ativos. Além da sua equipa os investidores estão a comprar com a expectativa que os atuais clientes continuem para o futuro. Criar uma base de dados detalhada dos clientes e desenvolver maneiras de a valorizar e continuar a atraí-los é a melhor maneira de dar confiança aos investidores de que os clientes são efetivamente da empresa, e não apenas clientes de um ou de outro membro da equipa.

  6. Formalize tudo - acordos:

    Esta é a altura de regularizar todos os acordos que tem na sua cabeça mas que nunca pôs no papel. Quais as condições que a sua equipa tem? Quais os seus objetivos? Como avalia o seu desempenho? Não esquecer de definir as regras gerais da empresa para a equipa. Também formalize os acordos em vigor com os seus fornecedores e clientes. Estes devem incluir condições de pagamento, contratos de preços e quaisquer outros acordos “verbais”.

  7. Tenha o apoio de um Business Coach para lhe dar uma perspetiva externa:

    Um dono de uma empresa, mesmo que seja um ótimo gestor, pode retirar muito valor de uma perspetiva externa que o mantenha no caminho certo, mas também a motivação e a confiança para ver o projeto de venda do negócio concluído.

Muitas pessoas acordam um dia e sentem-se reféns do seu negócio, e depois tentam vendê-lo apressadamente. Isso não funciona. Planeie com dois a cinco anos de antecedência para ter o melhor resultado. Siga os passos acima e será devidamente recompensado pelos muitos anos que passou a construir o seu negócio.

 

Marque um diagnóstico sem custo ou uma sessão com um Business Coach.

carlosgil@actioncoach.com. Ver todos os Artigos